sábado, 2 de maio de 2009

Amada, Amante.

E assim... fui mais uma vez, TUA!
Tua Amada!
Tua Amante!
Aquela que te dá seu corpo e seu ser. Aquela que te dá tudo o que tem, tudo o que sabe e sente. E de repente por uns breves instantes o mundo é nosso. Lá fora o sol é quente e o dia radioso, fechados no nosso quarto a magia acontece e o prazer espalha-se sobre nós. Pairamos nesta loucura, brindamos-nos com o prazer um do outro. E finalmente, quando descemos de novo, encontramos-nos num transe de satisfação que tudo pára, e a tarde, a vida o mundo lá fora nao exite.
O mundo somos nós dois.