sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Palavras

Pensamentos soltos, que não cansam de me assombrar. Palavras que não consigo exprimir, desejos que não consigo realizar e em turbilhão as emoções ficam presas na garganta, e em soluços os desejos são reprimidos e guardados.
Letras que ecoam na imaginação e da pena, em pingos leves vão soletrando e ganhando a vida que me escapa por entre os dedos.
Não tenhas medo das palavras, elas precisam ser ditas, para poderem ser sentidas, para que alguem sorria e seja muito mais feliz. Um olhar diz-nos coisas maravilhosas, mas precisamos de dizer e de ouvir palavras, elas são o alimento da nossa alma, do nosso ser interior, das nossas emoções.
Se nos faltam palavras precisamos de as procurar, em algum lugar dentro de nós estão adormecidas, é por falta de palavras que terminam relaçoes, é por falta de palavras que os amores morrem e até é por falta de palavras que as paixões esmorecem.
Então de olhos nos olhos e de sorriso nos lábios, vamos dizer-nos a todo o momento, Palavras.
Palavras de amor. Palavras de carinho. Palavras alegres. Palavras tristes, até palavras de raiva, palavras zangadas.
Mas palavras que transmitam o que sentimos porque só assim nos faremos ouvir. Porque só assim saberemos que estamos, talvez morrendo de silêncios.