quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Perdida


Estou à tua espera!
Sonho-te!
Preciso-te!
E ainda que tudo pareça desmoronar à minha volta, queria tanto perder-me nos teus braços, matar a minha sede na tua boca, num longo, quente, apaixonado e doce beijo. Acalmar a alma, para depois voar no teu corpo e saciar em ti este fogo que me queima.
E num abraço muito apertado, repousar em teu peito.