domingo, 16 de agosto de 2009

Desejada

O tempo passa e as palavras ditas sussurram no meu ouvido, ecoam na minha mente.
Palavras intensas, carregadas de sentir e de querer, e esse teu desejo me inebria os sentidos e esse teu querer me faz estremecer e desejar sentir aquilo que no meu delirio sinto em teus braços.
E se esse teu querer fosse por momentos o meu querer.
E se por momentos me deixasse levar nesse teu querer, nesse teu desejo.
E se por momentos fechasse os olhos e simplesmente me deixasse ir nessa vontade tua de me ter, nesse teu ardente desejo de mim, e se por momentos fechasse os olhos e me deixasse simplesmente ser assim nos teus braços apertada, entregar-me... e ser no teu corpo mais que desejada.